Melhoramento de cereais na EMP-INIAV. Sua importância na produção de alimentos

  • José Coutinho INIAV - Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária

Resumo

O melhoramento genético do trigo, em Portugal, tem fortes raízes tendo-se iniciado no princípio do século XX, logo após a redescoberta das leis de Mendel. A partir dos anos 30, com a criação da instituição que viria a ser a percursora da Estação de Melhoramento de Plantas (EMP), criada em 1942, iniciou-se a sistematização e o funcionamento no Programa de Melhoramento Genético do trigo em Elvas, local representativo desta cultura e determinante para a obtenção de novas variedades adaptadas ao difícil ambiente mediterrânico.

Ao comemorar 75 anos de existência, durante o ano de 2017, a EMP continua o seu trabalho de melhoramento, obtendo e disponibilizando novas variedades de cereais à Lavoura, contribuindo para a sustentabilidade das produções e dos sistemas de agricultura do País, numa lógica de fileira envolvendo a investigação, os agricultores e a indústria transformadora.

Publicado
2017-10-04
Secção
Resumos: Simpósio em Produção e Transformação de Alimentos