Atividade de Investigação e Desenvolvimento Experimental nos Laboratórios de Tecnologias de Regadio e de Ensino de Ciências da Terra e da Atmosfera do IPBeja

  • S. Ramôa Escola Superior Agrária, Instituto Politécnico de Beja, Beja
  • P. Oliveira e Silva Escola Superior Agrária, Instituto Politécnico de Beja, Beja
  • I. Guerreiro Escola Superior Agrária, Instituto Politécnico de Beja, Beja
  • J. Portugal Escola Superior Agrária, Instituto Politécnico de Beja, Beja
  • A. Lopes Vasques Escola Superior Agrária, Instituto Politécnico de Beja, Beja

Resumo

Perspetivando a possibilidade de futuras colaborações nas áreas da Rega, dos Solos e aplicações da Agrometeorologia, apresenta-se uma breve síntese dos trabalhos de investigação e desenvolvimento experimental realizados nos últimos 4 anos no âmbito dos Laboratórios de Tecnologias de Regadio e de Ensino de Ciências da Terra e da Atmosfera do Departamento de Biociências do Instituto Politécnico de Beja. O primeiro é uma infraestrutura de apoio ao Ensino e à Investigação, que integra um conjunto de equipamentos de laboratório e de campo cuja utilização tem sido orientada para atividades nas áreas da Rega e da Conservação do Solo e da Água. O segundo desenvolve atividades essencialmente didáticas, de formação e ensino na área das Ciências da Terra e da Atmosfera, cujo objetivo principal é garantir uma formação propedêutica nessas áreas científicas de modo a que, os formandos, sejam capazes de aplicar os conceitos adquiridos nas disciplinas da especialidade necessários à sua atividade profissional no domínio das Ciências Agrárias. É, também, utilizado como apoio à atividade de investigação que decorre no laboratório de Tecnologias de Regadio. A equipa de colaboradores destes laboratórios tem integrado, desde o início dos anos 90, equipas multidisciplinares e interinstitucionais, que têm desenvolvido projetos de investigação e de demonstração nestas áreas. No conjunto dos trabalhos realizados, dá-se destaque a dois novos projetos que estão a iniciar durante o ano 2017: o projeto ‘WineWaterFootprint - Avaliação da pegada hídrica na fileira vitivinícola’, coordenado pelo Instituto Politécnico de Santarém e que tem como objetivo avaliar a pegada hídrica ao longo da cadeia de valor vitivinícola, através do desenvolvimento de uma metodologia aplicada a estudos de caso e de uma ferramenta de apoio à gestão; o projeto ‘INNOACE- Propostas para uma gestão eficiente de fruteiras mediante estratégias de rega e fertilização no Alentejo e Extremadura’, coordenado pelo Centro de Investigaciones Científicas y Tecnológicas de Extremadura (CICYTEX) e que tem como objetivo avaliar o efeito de diferentes estratégias de rega e doses de fertilização, recorrendo a técnicas culturais que irão permitir otimizar a produção, a qualidade da colheita e pós colheita, com o menor impacto possível, bem como fazer a transferência de conhecimento para o setor agrícola. 

Publicado
2017-12-22
Secção
Resumos: Simpósio em Produção e Transformação de Alimentos