Comportamento da Anarsia lineatella em pomares de amendoeiras no Alentejo

  • I. Patanina Departamento de Biociências, Escola Superior Agrária, Instituto Politécnico de Beja
  • I. Guerreiro Departamento de Biociências, Escola Superior Agrária, Instituto Politécnico de Beja
  • M. Regato Departamento de Biociências, Escola Superior Agrária, Instituto Politécnico de Beja
Palavras-chave: Praga, Prunus dulcis, monitorização, bioecologia

Resumo

Sendo o amendoal moderno uma cultura alternativa na região do Alentejo e perspetivando-se para os próximos anos um enorme incremento em termos de área plantada e investimento efetuado torna-se premente o estudo da adaptabilidade das variedades nesta região bem como o comportamento dos principais inimigos da cultura. Sendo uma das principais pragas a espécie Anarsia lineatella (Lepidoptera, Gelechiidae) pretende-se neste trabalho melhorar o conhecimento do seu comportamento na região e em diferentes variedades.
O estudo decorreu no período compreendido entre fevereiro e julho de 2016 e em cinco variedades, sendo elas Ferragnês, Ferraduel, Francoli, Glorieta e Masbovera. Para avaliar a curva de voo desta praga utilizaram-se 5 armadilhas sexuais do tipo Delta. Os resultados obtidos não nos permitem diferenciar suscetibilidades varietais. 

Publicado
2017-12-22
Secção
Resumos: Simpósio em Produção e Transformação de Alimentos