Abstract: Fóruns Participativos sobre Envelhecimento Positivo: a perspectiva das pessoas idosas

  • Paula Cruz Departamento de Investigação e Projetos, Rede Europeia Anti-Pobreza, 4200-218 Porto, Portugal
  • Cátia Azevedo Rede Europeia Anti-Pobreza, Núcleo distrital da Guarda, 6300-592 Guarda, Portugal
  • Isabel Amorim Rede Europeia Anti-Pobreza, Núcleo distrital de Braga, 4700-251 Braga, Portugal
  • Alice Matos Instituto de Ciências Sociais, Universidade do Minho, 4710-057 Braga, Portugal & Rede Europeia Anti-Pobreza, Núcleo distrital de Braga, 4700-251 Braga, Portugal http://orcid.org/0000-0002-2394-4077

Resumo

Introdução. O envelhecimento demográfico é uma realidade não só a nível nacional, mas também a nível europeu. Desde 2009 que a Rede Europeia Anti-Pobreza/Portugal (EAPN Portugal) acompanha de forma sistemática a área do envelhecimento. Precisamos de promover uma ação eficaz e estratégica de combate à pobreza deste grupo populacional e não podemos deixar de promover um trabalho próximo das pessoas idosas e, sobretudo, com elas. Por isso mesmo a participação tem sido um princípio central e estratégico da Organização e está na base de todo este trabalho dos Fóruns.

Objetivos. Identificar junto das pessoas idosas as suas perceções relativamente ao envelhecimento positivo e o que elas consideram fundamental para garantir esse envelhecimento; delinear um conjunto de propostas de intervenção que possam ser colocadas em prática do ponto de vista político com vista a promover um envelhecimento saudável e combater os estereótipos associados às pessoas idosas e, por último, garantir a promoção de uma atitude positiva relativamente ao envelhecimento e às pessoas idosas.

Metodologia. Foi utilizada a metodologia do world cafe, tendo sido aplicado o seguinte guião de questões: O que é para si/você envelhecer bem/com qualidade?; O que é necessário para as pessoas envelhecerem bem/com qualidade?; Que serviços e apoios são necessários ao nível local?; Que serviços e apoios são necessários ao nível nacional?; Que iniciativas, atitudes e valores são necessários na sociedade (e na família) para se envelhecer bem/com qualidade?; O que já fazem ou podem os idosos fazer para incentivar um envelhecimento com qualidade/positivo na sociedade?

Resultados. Foram organizados 32 Fóruns Participativos, em 9 distritos do país (Beja, Braga, Bragança, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Portalegre e Viseu) envolvendo 862 pessoas com 55 e mais anos, não institucionalizadas. Este projeto deu origem a uma Declaração Pública “Estamos aqui!” (2017) com os resultados preliminares dos Fóruns e que pretendeu assinalar o Dia Internacional da Pessoa Idosa. No início de 2018 foram apresentados dois relatórios de conclusões e recomendações, um dirigido à comunidade, que pretende devolver nos locais os resultados dos Fóruns; e outro dirigido às entidades de decisão e que trabalham com pessoas idosas. O debate sobre estas questões será alargado a todo o território.

Conclusões. Os Fóruns, na forma como foram constituídos, operacionalizados, e nos resultados alcançados, permitem destacar como central para a promoção de um envelhecimento positivo: a relevância do trabalho em rede; a participação das pessoas mais idosas; o envelhecimento na comunidade (Ageing in Place) e a importância da humanização e dignificação da pessoa.

Referências

Amorim, I., Coelho, C. & Barbosa, M. (2014). Envelhecimento positivo na região do Ave: a perspetiva dos seniores. Rede Europeia Anti-Pobreza. Braga: EAPN Portugal.
Estivill, J., Aires, S. (2006). Pequenas experiências. Grandes Esperanças! Rede Europeia Anti-Pobreza. Porto: EAPN Portugal.
EAPN Portugal (2017). Declaração “Estamos Aqui!” - Dia Internacional da Pessoa Idosa - 1 de outubro. Lisboa: EAPN Portugal.
Publicado
2018-12-30
Secção
Conferência Perspectivas, Projetos e Intervenções sobre o Envelhecimento