Determinação da idade crítica para o aparecimento de obesidade infantil

  • Cátia Braga-Pontes ESSLei, IPLeiria
  • Sara Simões-Dias ESSLei, IPLeiria
  • Maria Pedro Guarino ESSLei, IPLeiria

Resumo

A obesidade infantil constitui atualmente um grave problema de saúde pública. De acordo com a Organização Mundial de Saúde a obesidade infantil é um forte preditor de obesidade no adulto, incrementando o risco de desenvolvimento de doenças crónicas e representando um dos mais sérios desafios que a Europa terá de superar nos próximos anos.

O estudo tem como objetivos: determinar a idade crítica para o aparecimento de excesso de peso e obesidade numa população de crianças dos 2 aos 10 anos de idade, avaliar fatores de risco para o aparecimento de obesidade na população em estudo hábitos tabágicos e ganho de peso da mãe durante a gravidez, diabetes gestacional, peso à nascença, ganho de peso durante os primeiros meses de vida, duração do aleitamento materno, número de horas de sono da criança, estatuto socioeconómico e IMC dos pais, hábitos alimentares e de atividade física da criança.

Este estudo será realizado numa amostra de crianças dos 2 aos 10 anos de idade que frequentam instituições de ensino da região de Leiria. Os dados serão obtidos através de avaliações antropométricas e de um questionário aos pais. A análise estatística será realizada através do Programa SPSS e do Programa R. Será solicitado consentimento informado aos pais das crianças envolvidas no estudo. Perspetivam-se as implicações para a prática em saúde: Desenvolver estratégias de educação alimentar mais eficazes na idade considerada crítica para o desenvolvimento de obesidade.

Publicado
2015-11-20
Secção
Resumos: Conferência ENNIS & IMNRH