Comprimento médio do enunciado (CME) em crianças dos 3A:6M aos 4A, sem patologia da linguagem

  • Cláudia Clara ESSLei, IPLeiria
  • Cristiana Couto ESSLei, IPLeiria
  • Ana Maria Silva ESSLei, IPLeiria
  • Nance Quinta ESSLei, IPLeiria

Resumo

Introdução: O CME é uma medida quantitativa que dá informações sobre o perfil linguístico da criança. Apesar da sua importância, não existem valores padrão para o Português Europeu (PE).

Objetivos: Análise de valores do CME, utilizando os morfemas como forma de cálculo em crianças portuguesas dos 3A:6M aos 4A; verificar qual o grau de relação existente entre estes valores, a fratria e o tempo que as crianças passam com os pais.

Metodologias: Estudo quantitativo descritivo correlacional. O estudo contou com 60 crianças com um desenvolvimento global típico e com o PE como única língua. Foi gravada uma amostra do discurso espontâneo de cada criança para ser transcrita e analisada. Após a análise será feita a média dos valores obtidos e uma comparação desta com as variáveis em estudo.

Implicações éticas: contactadas entidades como a Comissão Nacional de Proteção de Dados, a Direção Geral de Educação, os Agrupamentos de Escolas e os encarregados de educação para solicitar as devidas autorizações, sendo garantidos todos os procedimentos éticos e deontológicos.

Implicações para a prática: Espera-se que este estudo indique as implicações que as variáveis têm no desenvolvimento linguístico da criança. Estes dados podem demonstrar-se importantes na avaliação e intervenção do Terapeuta da Fala.

Publicado
2015-11-20
Secção
Resumos: Conferência ENNIS & IMNRH